Como são higienizadas as embalagens cartonadas para alimentos?

2 min leitura

Você sabe como são higienizadas as embalagens cartonadas?

Uma das preocupações quando buscamos alimentos industrializados é a higienização das matérias primas, equipamentos e utensílios, mas outro fator importante relacionado à higienização são as embalagens que acondicionam os produtos.

Cada vez mais buscamos praticidade e tecnologia em todos os segmentos e não poderia ser diferente em alimentos, porque não abrimos mão de alimentos seguros.

São inúmeros os materiais e embalagens especialmente desenvolvidos para alimentos e entre eles as embalagens cartonadas vêm ganhando espaço nas gôndolas pois permitem que os alimentos estejam em qualquer lugar, dispensados de refrigeração e com maior vida útil.

Mas você já se perguntou como são higienizadas as caixinhas “longa vida” antes de receber o alimento?

Apesar de mais de 70% da sua composição ser papel, a embalagem cartonada tem também uma camada de alumínio e algumas camadas de polietileno, material que entra em contato com o alimento, e também está na camada externa protegendo a embalagem.

Antes de serem colocadas nas máquinas de envase, as embalagens cartonadas são manipuladas, tornando-se vulneráveis às contaminações pelos operadores e pelo ambiente.

Para garantir que os alimentos continuem estéreis após o envase é necessário que as embalagens cartonadas também apresentem a mesma condição asséptica. Para que isso ocorra, há na máquina de envase um compartimento com uma solução sanitizante chamado banheira de peróxido de hidrogênio, que faz a esterilização completa do material.

O peróxido de hidrogênio é diluído a uma concentração de 30 a 50% para que seja eficiente e não deixe resíduos na embalagem, é aquecido a aproximadamente 85°C através de resistências elétricas pelo lado de fora da banheira. O material de embalagem entra nesse compartimento, passa pela solução quente com a finalidade de retirar possíveis sujidades, impurezas e a carga microbiana presente no material.

Para retirar a solução, o material passa por rolos revestidos por borrachas que espremem a embalagem retirando o peróxido de hidrogênio e, em seguida, entra em uma câmara de secagem onde uma faca sopra ar superaquecido sobre as embalagens, secando-as e finalizando a esterilização. Depois desse processo, a embalagem está pronta para receber o produto asséptico e garantir a segurança do alimento mesmo sem o uso de conservantes.

Os órgãos regulamentadores do Brasil não especificam limite máximo para resíduo de peróxido de hidrogênio em alimentos, portanto é utilizada a referência de 0,5 ppm recomendada pelo 21CFR178.1005 da agência reguladora norte americana FDA (Food and Drug Administration) e é realizada periodicamente análise em água estéril para verificar esse residual.

5 thoughts on

Como são higienizadas as embalagens cartonadas para alimentos?

  • Carlos Cesar G. Santos

    Parabéns!!!

    0
  • Reinaldo Lima

    Aline, bom dia!

    uma pergunta uma empresa que faz peroxido de hidrogênio e fornecer no mercado para diferentes seguimentos precisa fazer algo diferente para inserir o seu produtos junto aos grandes fabricantes de embalagens para alimentos? se sim como devemos proceder com isto fazendo ensaios?

    gratol

    Reinaldo

    0
    • Aline Rafaela Calza de Souza

      Olá Reinaldo,

      As máquinas tem muitos parâmetros que precisam ser alterados e validados quando há uso de um novo produto.
      Normalmente o fornecedor dos equipamentos e embalagens já tem os produtos homologados, muitas vezes por diretrizes globais.
      Nesse caso recebemos uma lista de produtos homologados e parâmetros que garantem o tratamento, não tendo tanta flexibilidade de escolher outros produtos não homologados por eles.

      Att.
      Aline

      0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Todos os textos são assinados e refletem a opinião de seus autores.

lorem

Food Safety Brazil Org

CNPJ: 22.335.091.0001-59

organização sem fins lucrativos

Produzido por AG74
© 2020, Themosaurus Theme
Compartilhar